Notícias
Mineradores chineses procuram opções de actuação no estrangeiro
2018-01-26 12:02:24
Mineradores chineses procuram opções de actuação no estrangeiro

Se os reguladores chineses passam a influenciar as actividades de mineração, levará apenas cerca de três meses para que os mineradores chineses iniciem suas operações no exterior. O dinheiro gasto na compra de terrenos é relativamente baixo em relação ao lucro do negócio.

Embora não exista a proibição de actividades de mineração de cripto moedas, um crescente número de mineradores chineses tem explorado outros países como opção de actuação devido às incertezas quanto ao futuro da indústria de mineração do Bitcoin no país asiático.

Segundo algumas publicações a empresa de energia estatal da província chinesa de Sichuan, estava a  criar uma repressão à mineração da moeda digital. Apesar da empresa ter tentado minimizar o efeito da informação, afirmando que tratava-se de um memorando interno que abordou a área sobre a escassez da energia hidreléctrica, a verdade é que aumentou o alerta dos mineradores, que procuram cada vez mais opções internacionais para reduzir sua vulnerabilidade diante de uma possível acção reguladora do estado chinês.

Akira Cui, importante mineiro chinês, afirmou que muitos mineradores “já visitaram o Vietname, Laos, Tailândia, Rússia e EUA, para negociar preços de electricidade com autoridades locais e para comprar terrenos para uso futuro “.
O Sr. Cui comentou também que “uma mineração é obrigada a ir para o estrangeiro, mesmo que exista uma pequena possibilidade de 1% de repressão da China contra o Bitcoin impedindo que este chegue até à mineração“.
Estimativas apontam que mineradores chineses são responsáveis ​​por 70% do poder computacional (de mineração) da rede do Bitcoin.

Em 2013 o Sr. Cui iniciou-se nas actividades de mineração de Bitcoin, depois de vender sua empresa por US $ 4,5 milhões. Inicialmente investiu US $ 800 mil em hardware de mineração e actualização expandiu seus negócios para produzir 100 mil máquinas. O minerador estima que 90% do seu hardware pertence a amigos e clientes  cujos equipamentos ele mantém.

“EM VEZ DE ARMAZENÁ-LOS EM LUGARES PRÓPRIOS, OS CLIENTES PODEM ESCOLHER MANTÊ-LOS NA MINHA FÁBRICA PAGANDO UMA TAXA E O ACESSO É FEITO REMOTAMENTE ATRAVÉS DE CÓDIGOS DE ACESSO, PORTANTO GARANTIR UMA FONTE CONFIÁVEL DE ENERGIA É UM PRINCIPAL PREOCUPAÇÃO PARA O MINERADORES EM GRANDE ESCALA.”

Akira Cui prevê uma repressão na China em relação às cripto moedas.  Ele afirma que o domínio do país asiático sobre o mercado da moeda digital durante os últimos anos prejudicou a descentralização inicialmente proposta por Satoshi Nakamoto.

Artigos Relacionados

Aviso de responsabilidade: A Crypto2u.com não é um projecto financeiro e não fornece nenhum serviço de investimento ou representa qualquer interesse de outro que seja próprio. Os nossos objetivos principais são informar e dar a conhecer o uso deste tipo de moeda, para tal disponibilizamos noticias, artigos e dicas para o uso da cryptomoeda. Crypto2u não é responsável por qualquer resultado do uso das informações do nosso site. Negociar CFDs apresenta um risco considerável de perda de capital.

ir para o topo da página